Indicações, opiniões e conversas sobre Filmes Dramas e Variedades

AES-senpai
Membro Top Siwon
Membro Top Siwon
Joined: 8:10 PM - Jun 04, 2016

6:55 PM - Feb 28, 2017 #1

Aqui você diz o que assistiu ou assiste atualmente...
Fale sobre os filmes, dramas e variedades e comente sobre eles...vamos lá!?

Compartilhe sua experiência com a gente!
Last edited by AES-senpai on 1:06 PM - Aug 29, 2018, edited 4 times in total.
Quote
Like
Share

AES-senpai
Membro Top Siwon
Membro Top Siwon
Joined: 8:10 PM - Jun 04, 2016

6:58 PM - Feb 28, 2017 #2

Título: ATM Er Rak Error

Tipo / País: Filme - Tailândia
Nota pessoal: 9.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Suá (Ter - Chantavit Dhnasevi) e Jib (Ice - Preechaya Pongthananikorn) são como qualquer outro casal neste mundo, exceto por uma exceção: nos últimos 5 anos, eles mantiveram a relação em segredo desde que o banco em que trabalham tem uma rígida politica de "Não Confraternização". Não é um grande negócio, até que eles decidem se casar. O único problema? Qual desses dois vai colocar o casamento antes da carreira e renunciar? Os dois vão trabalhar no caso quando uma falha ATM na província de Chonburi desconta ao longo de 130 mil dólares baht. Os termos são simples: quem for capaz de recuperar o dinheiro em primeiro lugar fica com o seu trabalho. O casal vai se transformar em concorrentes sem tabus. Quem vai, literalmente, "ir grande" em sua carreira ou "ir para casa", nesta comédia romântica sobre o que duas pessoas não vai fazer por si em nome do amor? É a velha batalha de idade de ambos os sexos, mas, desta vez, como pode ser facilmente declarado vitória em uma guerra onde não existem "regras de engajamento" mais tradicionais.
Opinião: Não há como não rolar de rir com este longa Tailandês. Muito divertido de assistir com um final bem romântico, desta vez os tailandeses conseguiram criar algo a altura, tanto que há uma sequencia produzida em 2013. A historia pode ser meio sem sentido, uma produção meio boba, mas a comédia é boa e saudável, ganha de muitos outros filmes de comédia que tem por ai. Por isso tem meu voto positivo!

Título: Girl In The Sunny Place

Tipo / País: Filme - Japão
Nota pessoal: 9.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Kosuke Okuda (Jun Matsumoto) e Mao Watarai (Juri Ueno) foram colegas de ensino médio e o primeiro amor um do outro. No entanto, a relação terminou quando Kosuke foi transferido para outra escola. Desde então, eles nunca mais entraram em contato novamente.
10 anos se passaram, Kosuke começou a trabalhar como vendedor em uma empresa de publicidade, "Railway". Em reunião da empresa, ele reencontra Mao. Eles se apaixonam novamente e decidem se casar logo em seguida.
Kosuke e Mao começaram uma vida muito feliz de casados. Tudo parecia estar perfeitamente bem entre eles. Até o "incidente" acontecer... Depois do "incidente", Mao simplesmente desaparece. Algo está errado, todas as memórias sobre Mao começam a serem esquecidas lentamente.
Opinião: Fofo e triste, nunca fui de gostar do tipo fantasia, mas não abro mão de assistir a um. Girl In The Sunny Place surpreendeu-me, achei a historinha super fofa, triste, mas fofa, a historia é uma adaptação do novel "Hidamari no Kanojo" escrito por Osamu Koshigaya.
Não poderiam ter escolhido atriz melhor para o papel principal se não a Juri Ueno ela ficou fantástica interpretando a Mao Watarai.
Legal, gostei passa uma mensagem bacana, por isso vale apena assistir.


Título: When I Was The Prettiest

Tipo / País: Drama - Coreia do Sul
Nota pessoal: 7.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Quando se ama alguém, você consegue deixar ela partir?
Yoon Jung Hyuk (Lee Jong Suk) é um estudante universitário que é popular por causa de seu intelecto e boa aparência. Enquanto ele está cuidando de sua namorada doente, ele conhece uma mulher chamada Lee Shin Ae (Jun Ye Seo). Jung Hyuk vai perceber o verdadeiro significado do amor e sacrifício após conhecer Shin Ae?.
Opinião: Amor, doença e traição resume-se em When I Was The Prettiest, ainda estou tentando descobrir o que levou Yoon Jung Hyuk (Lee Jong Suk) a se interessar pela Lee Sin Ae (Jeon Ik Ryung), OMG! Ele tinha a Kim Yoon Ah (Kim Soo Yeon) que na minha opinião é tão, super mais bonita, alias amo aquelas longas madeixas dela, no final sobrou para ele, bom quem sabe, vai lá saber o que se passa na cabeça desse jovem.
O critica fica por conta do taxista, visível o nervosismo durante a gravação, ninguém fica tão tenso dirigindo.
Quanto a história, bom não tenho uma opinião, achei razoável, talvez cotidiana, no sei, mas não deixa de ser um drama mais ou menos, eu particularmente não gostei.


Título: Thread of Lies

Tipo / País: Filme - Coreia do Sul
Nota pessoal: 7.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Hyun-sook (Kim Hee-ae) é uma mãe solteira viúva que está criando duas filhas adolescentes, enquanto trabalha em um grande supermercado. Um dia, sua filha mais nova, de 14 anos, Cheon-ji (Kim Hyang-gi), de repente comete suicídio por enforcamento, sem sequer deixar uma carta. Para Hyun-sook e sua filha mais velha Man-ji (Go Ah-sung), Cheon-ji foi a doce criança da família que raramente se queixou e estudou muito, sempre tentando confortar a mãe trabalhadora que estava muitas vezes cansada. Lutando com culpa e raiva, e não saber por que Cheon-ji escolheu se matar, as duas mulheres se perguntam se havia algo que elas perderam ou algo que elas poderiam ter dito ou feito. Flashbacks do passado de Cheon-ji, onde ela havia sido vítima de atos cruéis de bullying na sua escola secundária, liderada por Hwa-yeon (Kim Yoo-jung), a garota mais bonita e mais popular na classe cuja verdadeira insensível e manipuladora natureza tortura uma alma.
Opinião: Thread of Lies não é uma historia cinematograficamente comovente mas tá acima da média, o legal não é a história sobre bullying em si, mas a forma como é abordado no filme.
Não vi defeito algum, embora poderiam ter melhorado a forma dos flashbacks ao decorrer, tem horas que pode confundir passado com presente, talvez um efeito de vídeo resolveria.
No geral nada mais a comentar, exceto pelo momento nonsense em desfazer aquele tricô em um fio quilométrico, (rsss)
No geral foi legar, elenco legal e atuação legal, ou seja totalmente legal.
E no fim todo(a)s nós ficamos sem descobrir o que havia escrito naquele último novelo de lã.


Título: Drawing, Spring

Tipo / País: Drama - Coreia do Sul
Nota pessoal: 7.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Lee Eun Bi (Kim So Hyun), uma estudante da melhor escola de ensino médio de Gangnam, um dia acorda misteriosamente com uma amnésia total. Quando ela descobre que era cruelmente discriminada na escola, ela decide corrigir todos os erros do passado se transformando em uma garota glamorosa e popular. Entretanto ela começa a recuperar alguns fragmentos da sua memória e começa a se lembrar das perfídias verdades do Colégio Segang.
Opinião: Drawing, Spring é do tipo mais merchandising que um drama, eles capricharam nas tomadas do Jockey Club, exibindo sua luxuosidade com tecnologia de ponta, alias coreano gosta disso, sempre demonstrando que é um pais de primeiro mundo.
Drawing, Spring tem uma historinha básica, curtinho e básico, definição perfeita, tá na média, tem erros sim, logo de cara a moça Yang Mal Ja (Song Ji Eun) alias sou fã dela, tava fotografando uma margarida, cena posterior ela salva outra margarida cena seguinte é outra margarida que aparece em cena, três retomadas de cena e três margaridas diferentes. aff...
No geral Drawing, Spring é legalzinho, curtinho mas legalzinho. Eu gostei. Talvez apenas porque a protagonista seja Song Ji Eun. (rsss)
Quote
Like
Share

AES-senpai
Membro Top Siwon
Membro Top Siwon
Joined: 8:10 PM - Jun 04, 2016

1:40 PM - Mar 01, 2017 #3

Título: Happiness For Sale

Tipo / País: Filme - Coreia do Sul
Nota pessoal: 8.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Mi-Na é uma funcionaria do governo e descobre que seu pai foi internado recentemente. Mi-na assume a pequena loja de artigos de papelaria de seu pai, que insiste vender a loja, porque parece apenas problemático para ela. Mas para vender, ela tem que fazer a loja voltar a funcionar e não é tão fácil como ela pensava.
Enquanto isso, Kang-Ho (Bong Tae-Gyu) retorna para Muju para trabalhar como professor de escola primária. Ele cresceu lá e tinha apenas uma amiga.
Opinião: Happiness For Sale segue a linha dos acima da média, um bom filme só isso, nada mais a ser acrescentado, apenas para que assistam é muito legal.

Título: The Man From Nowhere

Tipo / País: Filme - Coreia do Sul
Nota pessoal: 9.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Cha Tae Sik (Won Bin), é um jovem misterioso conhecido apenas como "ahjussi" em seu bairro, onde tem uma loja de penhores.
Todos se mantém afastados dele, por acharem que ele esconde algo ruim sobre seu passado, exceto uma garotinha chamada So Mi (Kim Sae Ron).
So Mi é vizinha de Cha Tae Sik e muitas vezes quando sua mãe, Hyo Joong, está com homens ou se drogando, fica na casa de Tae Sik.
Um dia, Hyo Joong, mãe de So Mi, deixa na loja de penhores de Cha Tae Sik uma bolsa, que ele deverá manter guardada até que ela o pague. Cha Tae Sik não tem conhecimento do que está na bolsa.
Na bolsa há um saco com heroína, que Hyo Joong roubou de um homem no clube noturno onde trabalha. Quando a máfia contrabandista descobre que ela roubou a droga vão à procura dela. Os mafiosos levam So Mi e sua mãe com reféns.
Para salvar So Mi, Cha Tae Sik deverá enfrentar não somente a máfia mas também a polícia e seu próprio passado misterioso e doloroso…
Poderá o Ahjussi salvar So Mi e sua mãe? Qual será o mistério envolvendo seu passado?
Opinião: O premiadíssimo e melhor filme coreano de 2010, The Man From Nowhere.
Não é a toa que foi muito bem premiado, a história dele é sensacional, vários temas abordados em uma só história, poucos filmes conseguem criar este tipo de enredo e que permaneça dentro do contexto inicial, o bom nele é nada daqueles clichês previsíveis dos filmes hollywoodianos que estamos acostumados a assistir, onde tem começo meio e fim e sabemos previamente o que ocorre no final, The Man From Nowhere é diferente e longe disto, em momentos onde a previsibilidade ocorre as cenas e o contexto muda para manter o olhar fixo do espectador deixando apenas o revelar das coisas para o fim do filme. Muito bom, muito bom mesmo, elenco maravilhoso, atuação perfeita, e mais uma vez atuando super bem a pequena e super fofa Kim Sae Ron. Adorei, seguindo o segmento, Barby, outro longa com a mesma temática.


Título: Love Forecast

Tipo / País: Filme - Coreia do Sul
Nota pessoal: 7.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Repórter do tempo Kim Hyun-woo é conhecida por sua beleza e elegância na televisão, mas fora da tela, ela bebe e xinga muito. Hyun-woo e Kang Joon-soo são amigos há 18 anos. Ele é um professor de escola primária bem-educado que dá muito de si em seus relacionamentos, mas sempre acaba sendo largado. Joon-soo secretamente amava Hyun-woo durante anos, mas ela afirma que não sente nenhuma atração sexual entre eles, e ele teve que ficar parado e assistir enquanto ela mantinha um caso com um colega casado, Dong-jin, e também vai em encontros às cegas com bom, mas chato fotógrafo Andrew.
Opinião: Love Forecast tem uma historinha muito boa, poderia ser perfeita se o protagonista não tivesse sido o Lee Seung Gi, sei lá, não acho que Moon Chae Won e Lee Seung Gi formam um belo casal, poderia ter sido outro.
Na vida real sempre tem um amigo que é chutado para escanteio, alguém que realmente tá afim mas que é ignorado.
O longa foi bem produzido sem falhas graves, exceto pela cena onde Kim Hyun Woo (Moon Chae Won) é carregada por Kang Jun Soo (Lee Seung Gi) na cena seguinte surge misteriosamente um celular do bolso de trás que na cena anterior não estava lá, fora isso é um longa na média, nada inovador mas muito bem produzido e bacana de assistir ao menos eu gostei.


Título: The Plan Man

Tipo / País: Filme - Coreia do Sul
Nota pessoal: 8.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Jung-seok é um bibliotecário vive a sua vida diária com tudo planejado. Tem transtorno de personalidade obsessivo-compulsivo, ele acorda, atravessa a rua, visita a loja de conveniência e vai para a cama, sempre no mesmo horário todos os dias. Sempre que ele vê alguma coisa fora do lugar, precisa consertar. É uma característica que é particularmente irritante para seus colegas de trabalho. Jung-seok desenvolve uma paixão por uma vendedora de uma loja de conveniência local, que demonstra o mesmo tipo de personalidade obsessivo-compulsiva como à dele. Quando ele finalmente cria coragem de dizer a ela seus sentimentos, ele esbarra em So-jung em vez disso, uma música confusa e espírito livre, cuja vida é vivida de forma espontânea, aventureira e impulsivamente. Com a ajuda de So-jung, ele tenta cortejar sua garota dos sonhos, mas o único problema é que ela quer alguém que não compartilha sua obsessão por limpeza. Então agora Jung-seok deve quebrar sua rotina e colocar-se do lado de fora de sua zona de conforto e So-jung pede a ele para entrar em um programa de audição cantando junto com ela.
Opinião: The Plan Man é um longa por sinal divertido, mas não deveria ser, tadinho do pessoal que sofre desses distúrbios psicológicos, deve ser duro e constrangedor conviver diariamente com a patologia. Antes de tudo o respeito deve sempre vir em primeiro lugar, não deve-se ignorar os problemas deve-se apoiar e dar o máximo de conforto as pessoas que sofrem destes tipos de distúrbios, para que estas, tenham uma vida mais normal possível. Ai invés deles adaptarem-se a sociedade porque não a sociedade adaptar-se a eles? Pensemos nisto.
Quanto a história, foi legal, bem contada, da parte de elenco nada do que reclamar, um drama na média, sem prós ou contras, apenas mais um drama.


Título: Mimi

Tipo / País: Drama - Coreia do Sul
Nota pessoal: 6.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Min Woo (Shim Chang Min) é um escritor de webtoons de 28 anos. Um dia, ele encontra uma nota em seu calendário de mesa.Com o memorando, ele começa a escrever um novo webtoon "8 de dezembro". A história em quadrinhos se transforma em um sucesso instantâneo. Como o webtoon se tornou ainda mais popular, ele sente a pressão do trabalho e começa a sofrer de fortes dores de cabeça por causa da pressão. Ele então, decide procurar seu primeiro amor de colégio.
Opinião: Mimi tava mais para mimimimi, sem sal, falta tempero neste drama, história meio confunda e mal elabora, não empolga, não convence, única coisa que valeu a penas foi o papel principal sendo interpretada por Mun Ka-Young mas ela não tava na sua melhor forma.
No geral um drama mediano, bom para passar o tempo e se livrar do tédio.
Quote
Like
Share

AES-senpai
Membro Top Siwon
Membro Top Siwon
Joined: 8:10 PM - Jun 04, 2016

1:40 PM - Mar 01, 2017 #4

Título: My Girlfriend is a Gumiho

Tipo / País: Drama - Coreia do Sul
Nota pessoal: 8.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Lee Seung Ki é um homem extremamente imaturo e covarde que acidentalmente liberta uma raposa de nove cauda (Shin Min Ah), que esteve presa durante 500 anos. A raposa começou a tomar forma de uma bela mulher que segue o homem que a libertá-la ao redor de onde ele vai, causando mal-entendidos de que ela é sua namorada. Embora o homem goze da atenção e da inveja que as pessoas ao seu redor está dando, ele também está sempre com um medo tremendo de que a Gumiho pode querer alimentar-se de seu fígado para se tornar humana. Mas quando ambos se apaixonam com o passar do tempo, os inimigos da Gumiho aparece causando uma reviravolta inesperada na vida deles.
Opinião: "hoy,hoy; hoy,hoy" (rsss)
My Girlfriend is a Gumiho é "dividido em três partes", do episódios 01 ao 13 é um drama, super, hiper, mega fofo e maravilhoso... o episódio 14 vira trevas, quase desgraça o drama inteiro, do episódio 15 ao final voltar a ser apenas bom e fofo.
Quando comecei a assistir meu coração quase não aguentou, Shin Min-A e Park Soo-Jin juntas, no mesmo drama, quase infartei. Foi perfeito!
Voltando para a história, bom pra variar tá errada, ou melhor tem coisa errada nessa "adaptação" digamos assim, pois bem o drama é uma inspiração no folclore japonesa de uma raposa chamada Kitsune.
[+] Spoiler
A palavra “Kitsune”, em japonês,significa “raposa”. O termo, na verdade, é uma onomatopeia em que “Kitsu” faz menção ao ganido (no caso, o barulho) da raposa, assim acabaram utilizando para denominar o animal. Hoje existem outras formas de se chamar a raposa no Japão, pois o “Kitsu” é um termo mais antigo e menos utilizado. Existem também outros boatos quanto ao nome dado a esse youkai, cada um com um significado diferente, em alguns, “Kitsune” quer dizer: “espírito da raposa”.

Acredita-se que sua inteligência é capaz de superar a de qualquer um e, geralmente, elas possuem o costume de pregar peças nas pessoas, tudo para sua própria diversão. Reza a lenda que elas podem chegar a uma idade bastante avançada e que, a cada 100 anos, cresce uma cauda em seu corpo, tornando-a assim ainda mais forte.

Quando completam 1000 anos (chamadas de Kyuubi no Kitsune), suas caudas chegam ao número máximo (no caso são apenas nove caudas) e elas mudam a cor da pelagem para um dourado ou prateado. Dependendo da personalidade elas podem ter poderes diferentes. Algumas lendas dizem que, ao completar as nove caudas, a Kitsune consegue o poder máximo de escutar e ver tudo o que se passa na terra.

Dizem também que as Kitsunes possuem o poder de se transformar em qualquer coisa (algumas lendas contam que elas só podem mudar de forma quando alcançam uma certa idade), incluindo seres humanos, assim ficando mais fácil o método de enganar a todos (elas freqüentemente preferem se tornar pessoas bonitas).

Entre os seus poderes há um em que a Kyuubi no Kitsune consegue soltar fogo pelas suas caudas (chamado de “Kitsune-bi”, que significa “Fogo de Raposa”) ao levantá-las, algumas lendas dizem que ela também tem a capacidade de lançar fogo pela boca. Porém, todos temos uma “kriptonita”, e no caso dessas raposas, a sua fraqueza são os cães (isso mesmo, as Kitsunes morrem de medo de cachorros).

Elas, geralmente, vivem nos campos ou nas cidades e seu convívio com as pessoas tornou-se comum, já que elas podem se transformar em qualquer ser. Em algumas lendas, dizem que as Kitsunes podem ser reconhecidas quando humanas através de suas sombras, que permanecem as de raposas, ou vendo seu reflexo no espelho. Também pode ocorrer de a Kitsune, em forma de pessoa, ainda possuir a cauda.

De acordo com o "código de conduta das raposas", elas devem seguir certas regras estabelecidas por Inari: Nada de ferir seres humanos, manter sempre a palavra e nunca matar. Porém essa questão é mais certa para as Kitsunes boas, pois as más continuam adorando pregar peças em todo o mundo a fora. E em algumas fábulas elas podem até perder uma cauda como castigo, dependendo de suas ações.

Outro conto é que apenas os sacerdotes possuem o poder de enxergá-las através de suas ilusões e podem expulsá-las. Enfim, são inúmeras versões sobre as Kitsunes, seus poderes, suas ações, ilusões, etc. Dizem que seus dons são infinitos e poderosos. Em outras informações, esses seres só podem ser derrotados pelos exterminadores especializados em youkais (chamados de taijiya) e pelos monges budistas.

Para resumir: Existem vários tipos de Kitsunes (ninko, Kyuubi no Kitsune, etc), várias lendas sobre cada uma e várias versões diferentes dessa raposa. Em suma, podemos generalizar uma Kitsune: Raposa de nove caudas com poderes de ilusão, mensageiras de Inari e que pregam peças nas pessoas, além de seus poderes de fogo (em algumas histórias, essas raposas conseguem manipular até mesmo o tempo e o espaço, enlouquecendo qualquer um).
Mesmo com a fama de “arteiras”, essas raposas são bem vistas pelo povo japonês e todos sabemos que as brincadeiras de mau gosto são feitas pelas espécies de má índole (as yako), logo, as zenko são as bondosas, amigáveis, fiéis, entre outras qualidades. Por isso continuam se tornando um dos mitos mais populares do Japão. Há também boatos de crianças que são filhas das Kitsunes.
Ou seja tem algumas coisinhas mal contadas, que o diretor Boo Sung-Chul e e os escritores Hong Mi-Ran, Hong Jung-Eun esqueceram e fizeram a "seu jeito", tipo gambiarra, agora voltando a drama mesmo, fiquei puto porque o diretor e os roteiristas fizeram maior defecada ao mudar abruptamente o andar dos fatos no episódio 14, e para pior, tentaram consertar aquilo que já não poderia mais ser consertado, haja paciência, uma simples edição, colocando os fatos e acontecimentos do episódio 14 entres os episódios iniciais seria o suficiente para deixar o drama maravilhosamente lindo, fala sério, quase estragaram o drama inteiro por causa de um único episódio.
Não irei entrar em detalhes como os inúmeros outros defeitos no enredo, apenas digo que aquilo não é gota, conta nem nada daquilo, e também a raposinha fofinha que dá vontade de levar pra casa é imortal, explicar tudo levará a textão, então abafa o caso.
Tirando o resto, é um drama super recomendado, fofo, alegre, divertido e adorável.

Título: Seonam Girls High School Investigators

Tipo / País: Drama - Coreia do Sul
Nota pessoal: 7.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Existem muitos segredos obscuros no Colégio Feminino Seonam, mas nada é impossível de se resolver para este grupo de detetives particulares. Tendo o professor Ha Yeon Joon (Kim Min Joon) como mentor, essas belas e inteligentes detetives — Ahn Chae Yool (Jin Ji Hee), Lee Ye Hee (Lee Hye Ri aka Hyeri), Yoon Mi Do (Kang Min Ah), Kim Ha Jae (Lee Min Ji), e Choi Sung Yoon (Stephanie Lee) — usarão suas habilidades investigativas para solucionarem os casos mais polêmicos, incluindo aborto, bullying e até mesmo suicídio.
Opinião: Curti não, teve episódio que literalmente cochilei, esperava mais de Seonam Girls High School Investigators, achei a história fraca com tema legal, talvez seja porque o drama é voltado para um público pré adolescente de 12 à 16 anos, de longe não é perfeito tem alguns errinhos bobos de cenário e cenas, também achei a atuação da Jin Ji-Hee muito fraca, na minha opinião ela não se enquadra no papel, deveria ter escolhido uma outra garota, destaque para a Stephanie Lee interpretando a Choi Sung-Yoon achei muito bacana e engraçada sua atuação, em determinados momentos ela roubava a cena, muito legal, no geral Seonam Girls High School Investigators é bom, é divertido, mas para um seleto publico alvo, talvez por não mais fazer parte dessa faixa etária, esteja-me equivocando, porém sem duvida Seonam Girls High School Investigators poderia ser melhor.

Título: A Faded Memory

Tipo / País: Drama - Coreia do Sul
Nota pessoal: 8.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Um homem simples que perdeu a memória há 2 anos. Um dia uma encomenda é entregue a ele. Tudo que ele conhece vai mudar e um amor a pouco desconhecido vai mexer com o coração deste homem.
Opinião: Poxa, no começo achei meio sem graça, mas o final foi sensacional, perfeito, porém um final bonitinho não salva os problemas que o drama tem, são poucos, o maior é o fato de não usarem nenhum efeito para os flashbacks, na boa, lembrar de tudo, até é passivo, agora não da forma como apresentada no drama.
Faltou criatividade, essa é a palavra exata! No geral não deixa de ser um bom drama, para mim ele facilmente vai para a lista dos acima da média, porque o final supriu com a falta de criatividade em recriar o passado apresentado na história.


Título: Love Clinique

Tipo / País: Filme - Coreia do Sul
Nota pessoal: 7.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Dong-Joo (Park Ha-Sol), que canta muito mal, tem uma queda por um homem e tenta melhorar como cantora para ficar mais perto dele. Shing-Heung (Yoon Sang-Hyun), um instrutor em uma clínica de canto, por acaso ajuda Dong-Joo e começa a gostar dela. Enquanto isso, Bo-Ra (Lim Jung-Eun) é uma amiga de Dong-Joo, que também tenta ajudar Dong-Joo.
Opinião: Uma comédia romântica, simples mas na média, sem prós nem contras, bom para assistir em um fim de semana.
Aliás pode um grito acabar com um concerto? A resposta é sim, e Dong Joo (Park Ha Sun) provou que é possível.
Agora bom mesmo foi o pedido de namoro feito por Shin Heung (Yoon Sang Hyun), caraca, aquilo sim que foi maravilhosamente lindo, amei a canção tema deste filme (Run & Run - Yoon Sang Hyun):
[+] Spoiler
♪ You Always living in my heart
Forever you are in my life
나에겐 한사람 그대 뿐이죠
nayegen hansaram geude ppunijyo
When I look in to your Eyes
그 미소가 너무 눈부셔
geu misoga nomu nunbusyo
내 두 눈을 멀게한 난 그대를 사랑해
ne du nuneul molgehan nan geudereul saranghe

내 심장이 터질듯 뛰어
ne simjangi tojildeut ttwio
I run and run and run to you
그대 미소 향기가 달콤해
geude miso hyanggiga dalkomhe
나에겐 그댄 sweet heart
nayegen geuden sweet heart

Day by day
그대를 꿈꾸고 그대만 보이고 하루가 행복해져
geudereul kkumkkugo geudeman boigo haruga hengbokhejyo
Be ma girl
내곁에 있어요 내손을 잡아요
ne gyote issoyo ne soneul jabayo
My love love love

You Always living in my heart
Forever you are in my life
나에겐 한사람 그대 뿐이죠
nayegen hansaram geude ppunijyo
When I look in to your Eyes
그 미소가 너무 눈부셔
geu misoga nomu nunbusyo
내 두 눈을 멀게한 난 그대를 사랑해
ne du nuneul molgehan nan geudereul saranghe

그대 미소 향기가 달콤해
geude miso hyanggiga dalkomhe

나에겐 그댄 sweet heart
nayegen geuden sweet heart

Day by day
그대를 꿈꾸고 그대만 보이고 하루가 행복해져
geudereul kkumkkugo geudeman boigo haruga hengbokhejyo
Be ma girl
내곁에 있어요 내손을 잡아요
ne gyote issoyo ne soneul jabayo
My love love love

You Always living in my heart
Forever you are in my life
나에겐 한사람 그대 뿐이죠
nayegen hansaram geude ppunijyo
When I look in to your Eyes
그 미소가 너무 눈부셔
geu misoga nomu nunbusyo
내 두 눈을 멀게한 난 그대를 사랑해
ne du nuneul molgehan nan geudereul saranghe

You Always living in my heart
이제는 고백할거야
ijeneun gobekhalgoya
나에게 한사람 그대 뿐인걸
nayege hansaram geude ppunin-gol
When I look into your Eyes
난 심장이 멈출 것 같아
nan simjangi momchul got gata
내 맘을 가져간 난 그대를 사랑해
ne mameul gajyogan nan geudereul saranghe♫
Título: Adolescence Medley

Tipo / País: Drama - Coreia do Sul
Nota pessoal: 9.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Adolescence Medley é um drama adolescente sobre alunos de uma escola de ensino médio em um vilarejo. A história gira em torno de Choi Jung Woo, que é um estudante transferido para escola Namil, que depois de mudar de escolas por sete vezes, Jung Woo aprende que é mais fácil não fazer amigos. Adolescence Medley é baseado no webtoon de Kwak In Geun.
Opinião: Com um romance bonitinho e fofo, e um segredo mais do que óbvio, Adolescence Medley arrebenta com mega produções, não precisa de muito dinheiro para se fazer um bom drama, basta ter um história boa e atores bons que o resto acontece.
Simplesmente amei, super fofo, lindo e simpático, garante bons momentos ao assisti-lo.
Ponto positivo vai para a sonoplastia, que deu um algo a mais no drama, realçando as cenas e recriando um ambiente envolvente.
O ponto negativo fica por conta de um único erro de cena, quando Choi Jung-Woo (Kwak Dong-Yeon) carrega a Yang A-Young (Lee Se-Young) nas costas, ela derruba uma folha de papel que estava dobrada em seu bolso, nas cenas seguintes esta mesma folha de caderno reaparece, agora aberta e presa sob um arbusto, o detalhe, quando o papel caiu do bolso da Yang A-Young, este caiu dobrado e na ponte, considerando o peso a forma como caiu e na hora não ventava, como que aquela folha foi parar aberta sob o arbusto e do lado diagonal de sentido contrário da ponte? aff!
Outra negatividade é aqueles vaga-lumes toscos, que mais pareciam lanternas do que propriamente um vaga-lume, além de mal feitos nem sequer imitavam um, até eu faço melhores usando o Sony Vegas que é um programa profissional de edição multimídia.
Fala sério, que mancada do pessoal da técnica, pecar em um efeito relativamente simples de se obter.
Do elenco nada a reclamar, perfeito, só que deixaram a coitada da Bae Noo Ri em segundo plano, de todos, ela foi a menos que apareceu, uma pena, pois a garota tem potencial.
No mais, assistam, vale muito a pena ver e rever! Ao menos eu amei!
Quote
Like
Share

AES-senpai
Membro Top Siwon
Membro Top Siwon
Joined: 8:10 PM - Jun 04, 2016

1:41 PM - Mar 01, 2017 #5

Título: Teacher's Diary

Tipo / País: Filme - Tailandês
Nota pessoal: 8.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Em 2012, Song (Sukrit Wisetkaew) um ex-atleta de luta livre se torna professor da escola rural. Esta escola tem apenas quatro alunos e um professor. O diário de Ann (Chermarn Boonyasak) uma ex-professora era única coisa que aliviou a solidão. Muitas histórias de Ann nesta escola foi escrita em seu diário. Ele ficou impressionado e se sentiu como se estivesse com Ann. Ele queria conhecer Ann mas não sabia por onde começar.
Em 2013, Ann volta como professora nesta escola rural. Ela encontra seu diário com suas histórias e outras também. Ela não sabe para onde Song foi. Mas estar de volta na escola nunca mais será a mesma coisa. Esta escola está cheia de recordações.
Opinião: Assisti-lo foi algo nostálgico, trouxe a tona algo fatídico, meu fundamental foi neste modo de ensino, precário do interior, poucos alunos, vária séries em uma mesma turma, professores dispostos a ensinar com pouco material, salas de aula precárias, recreios com uma hora de duração, goteiras em dia de chuva, ajudar na limpeza, trazer água para beber e cozinha em tempos de estiagem.
O que seria do maior de todos os seres se não existisse o professor, onde estariam os médicos, engenheiros, diplomatas, enfim se não pudesse
contar com a sua atuação?
É um bom longa com uma pitada de romance.


Título: Runway Cop

Tipo / País: Filme - Coreia do Sul
Nota pessoal: 7.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Detective Cha (Kang Ji-Hwan) cheira mal e tem excesso de peso. No entanto, ele é um policial dedicado que sempre tenta o seu melhor para pegar os bandidos. Um novo caso surge então. Narcóticos ilegais estão se infiltrando na indústria da moda e um detetive é necessário para trabalhar disfarçado como um modelo. Existem apenas dois detetives mais altos do que 180 centímetros necessários para trabalhar como modelo. Um deles é o detetive Cha e o outro detetive anda estranhamente devido a uma hemorroidectomia. Detective Cha é selecionado para ir disfarçado como um modelo masculino no próximo desfile da designer Ko Young-Jae (Sung Yu-Ri). A designer Ko Young-Jae diz ao Detective Cha que ele tem que perder 20 kg em duas semanas para que ele possa trabalhar como modelo em seu próximo show. Detective Cha em seguida, passa uma dieta extenuante para perder o peso.
Opinião: Runway Cop não deixa de ser cômico, tem falha de continuação de cenas, mas não deixa de ser cômico. É um filme que está dentro da média, tem melhores outros piores que ele, Runway Cop se destaca pelo diferencial no enredo, nada daqueles enlatados clichês filmes hollywoodianos que tem começo meio e fim previsíveis.
No geral é recomendável assistir, ao menos para descontrair e rolar de rir.


Título: Code Blue, Code Blue Special e Code Blue 2

Tipo / País: Drama - Japão
Nota pessoal: 9.0 / 9.0 / 9.5
Sinopse:
[+] Spoiler
em Code Blue Aizawa Kousaku é um jovem médico em treinamento, trabalhando juntamente com mais três, sob a orientação de um experiente médico Kuroda Shuuji. Kuroda tem que avaliar os quatro para ver qual deles é apto para trabalhar no helicóptero de resgate Doctor Heli.
Em Code Blue Special é uma recapitulação da primeira temporada concluindo alguns fatos que não foram adicionados ao contexto original da primeira temporada e um prólogo preparatório para a segunda temporada.
Em Code Blue 2 Se passou um ano e meio desde que Aizawa Kosaku, Megumi Shiraishi, Hiyama Miho e Fujikawa Kazuo começaram suas atividades no Hospital. Eles têm apenas três meses para deixarem o programa de bolsa (programa de formação especializada), para serem médicos de vôo. Aizawa, que tem apenas um parente (uma avó que atualmente se encontra em uma casa de repouso), começa a ter dúvidas sobre suas funções e não consegue encontrar um rumo claro para o seu futuro. Enquanto isso, Shiraishi Megumi é incapaz de esquecer o passado. O fato de ter sido responsável por seu antigo professor, Kuroda Shuji, ter seu braço direito amputado…

Opinião: Provavelmente sentimos falta de algo...
Code Blue pode ser definido como evolucionário, é impressionante como o enredo se desenvolveu da primeira para a segunda temporada, a segunda temporada ficou muito mais complexa, dramática e realista e mais interessante de acompanhar, também, é fato, a falta dos romances no drama, para quem é acostumado a acompanhar dramas médicos coreanos, é comum darem destaque para romances e formação de casais durante a trama, não é o que acontece em Code Blue, onde tivemos aí um romance discreto, se é que podemos chamar assim, pois ficamos sem saber o desfecho de um dos romances...

Code Blue do contexto harmonia foi excelente, bem escrito, bem dirigido e bem executado, tá certo que Japonês tende a evoluir, não chega aos pés dos Coreanos no quesito dramático e romântico, mas tem futuro.
A negatividade fica por conta de dois erros, o primeiro foi o uso de um helicóptero de papelão, sim usaram um helicóptero de papelão em um cena, provavelmente o verdadeiro estava em uso no dia da gravação, uma vez que este helicóptero é usado dia a dia para resgates reais no Japão.
Outra negatividade fica por conta da incoerência do final de episódio da primeira temporada, sério, evacuação por conta de vazamento de combustível, se haviam bombeiros no local, caminhão auto bomba e espuma para combate e prevenção de incêndios por combustível voláteis, gente, pisaram feio na bola e para pior dos males no último episódio. (aff)

Destaques vão para o enredo e trilha sonora, de uma primeira temporada chocha, a segunda deram um up super positivo, deixando o drama muito mais autentico.

A observação de caráter informativo fica em dois critérios, um é o quadro de "Proibido Presentes" que está ao lado do "Proibido Fumar" no escritório, da primeira para a segunda temporada foram invertidos.
A segunda fica por conta do helicóptero ser incomum para leigos, ele não te rotor de cauda, o usado é um MD Explorer, é um sofisticado helicóptero bimotor de pequeno porte para transporte executivo, turístico e de passeio, transporte aero-médico e para uso policial, impulsionado por duas turbinas Pratt & Whitney PW206E, com capacidade para transportar dois pilotos e cinco ou seis passageiros em missões típicas dentro de metrópoles, pousando e decolando de helipontos e heliportos, e também para viagens intermunicipais.

O MD Explorer é fabricado nos Estados Unidos pela MD Helicopters, mas por que usá-lo para fins médicos?
Por que ele tem um sistema anti-torque NOTAR que dispensa o conjunto de rotor de cauda, é equipado com um mecanismo regulador da saída de ar, gerando assim o efeito anti-torque, necessário para manter e auxiliar a manobrabilidade ou estabilidade da aeronave, resumindo é um excelente helicóptero para manobrar em locais de alto risco tanto para pouso e decolagem.
Alto nível de segurança e o baixo nível de ruído, ideal para transporte de pacientes, sem rotor de cauda que é considerada uma peça crítica na maioria dos helicópteros disponíveis no mercado, praticamente não há vibrações dentro na aeronave, crucial para transporte de pacientes, e em caso de queda o helicóptero não corre risco de girar em seu próprio eixo.
O MD-900 EXPLORER idêntico do drama adaptado para fins médicos, custa cerca de US$900.000 equivalente a R$2.889,000,00 cotados na data deste post.
Voltando para Code Blue é um excelente drama, apesar da falta de romance e dos cortes de segmentação, é um excelente drama médico que deve ser assistido!
Quote
Like
Share

AES-senpai
Membro Top Siwon
Membro Top Siwon
Joined: 8:10 PM - Jun 04, 2016

1:42 PM - Mar 01, 2017 #6

Título: Holly

Tipo / País: Filme - Coreia do Sul
Nota pessoal: 6.5
Sinopse:
[+] Spoiler
"Holly", conta a comovente história de uma mãe e filha. A mãe, Holly, trabalha como dançarina em um clube perto de uma base militar dos Estados Unidos e sua filha Wani é uma estudante do ensino médio que sonha em se tornar uma bailarina.
Opinião: Nossa, esperava mais desse drama, mas me decepcionei, o enredo ficou naquela mesmice, não teve algo que realmente dá para aproveitar, o tema balé e dança poderia ter sido bem mais aproveitado e elaborado, ao invés, fizeram algo muito básico com Holly.
O longa tinha tudo para dar certo, atores e atrizes eram bons, investimento tinham, mas pecou no que diz respeito a enredo, poderiam ter posto muito mais emoção para dar aquele up, uma pitada de melodrama cairia perfeitamente bem.
Para quem desconhece, balé é o nome dado a um estilo de dança que se originou nas cortes da Itália renascentista durante o século XV, e que se desenvolveu ainda mais na Inglaterra, Rússia e França como uma forma de dança de concerto.


Título: Dr. Ian

Tipo / País: Drama - Coreia do Sul
Nota pessoal: 7.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Mo Ian (Kim Young Kwang) é um psiquiatra, um homem bonito que ganhou fama usando seu poder hipnótico como terapeuta. Ele desapareceu quando violou as leis médicas, e se esconde em uma clínica particular, onde trabalho como médico secretamente.
Lee So Dam (Sandara Park) é uma menina tímida, que esconde o rosto usando seu longo cabelo e uma máscara de boneco. Sempre entra em problemas e com isso surge uma tensa situação.
Um drama romântico sobre a dor e cura de um homem e uma mulher que se sacrificam por amor...
Opinião: Tá na média, mais para mais do que para menos, o que salva em Dr. Ian não é o enredo mas a forma de como foi executado, achei fofo o romance, devem ter escolhido a dedo os atores para interpretar cada papel no drama, caso contado em um livro, seria fracasso total.
Negatividade fica por conta das luzes que ligam-se "meio que do nada" no parque de diversões, notem que cenas anteriores o Dr. Mo Ian (Kim Young Kwang) entra e liga as luzes, mas na cena final as luzes se ligam do nada, alguém ligou mas quem? Sabe-se que ele mora sozinho e o local estava deserto na hora, não havia mais ninguém lá, apenas eles dois. Vai lá saber.


Título: Tiny Times 3

Tipo / País: Filme - Chinês
Nota pessoal: 7.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Quando quatro melhores amigas tentar avançar no seu trabalho e vida pessoal, elas percebem que tentar viver o sonho de sua vida é mais difícil do que elas imaginam. Especialmente no mundo da alta moda de Xangai.
Opinião: "Um filme que tem de tudo mas que não tem nada".
Depois de 4 versão de Tiny Times, está na hora de parar por aqui, tipo nada de inovador, o enredo até que bom, gostei, nada do que reclamar, o elenco e trilha sonora também foram incríveis, o que impressionou mesmo foi a cabeleira de Hayden Bea interpretando Nan Xiang deve da maior trabalheira cuidar daquilo tudo, haja shampoo e condicionador, mas convém que cabelos longos é tudo de bom.
No geral é um longa mediano porque é aquela velha historia, mais do mesmo, teve alguns cenas muito parecidas com outras versão de filmes chineses sobre moda, o que não é legal, porque satura.
No fim das contas vale a pena assistir porque a história é boa!


Título: Present Perfect

Tipo / País: Filme - Tailandês
Nota pessoal: 9.5
Sinopse:
[+] Spoiler
O filme gira em torno de uma mulher que gosta de festejar. Um dia, ela tem que cuidar da sobrinha impertinente que nunca conheceu antes e ainda por cima de tudo isso, está tentando resolver o seu antigo amor que pode de alguma forma afetar o seu futuro.
Opinião: Fofo e lindo, adorei, sem críticas, o destaque fica por conta da mensagem que Present Perfect passa, "um filho faz tudo ficar ainda melhor. Um filho transforma o amor, deixa os dias mais curtos e as noites mais longas, mas quem é que se importa? Filhos deixam a conta bancária menor, mas em contrapartida deixam a casa mais feliz. Os filhos fazem o passado ser esquecido e o futuro digno de ser vivido!".

Título: I Fine..Thank You..Love You

Tipo / País: Filme - Tailandês
Nota pessoal: 9.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Pleng é uma professora de inglês. Ela aceita fazer um favor para uma de suas alunas, que é terminar com o namorado tailandês da mesma. Mas ele não aceita e culpa Pleng por isso. Agora Pleng precisa ensinar Yim inglês para que ele possa ir para os EUA atrás de sua namorada.
Opinião: I Fine..Thank You..Love You um longa tailandês com pitada de Jackass. (kkkk)
Pode-se dizer que I Fine..Thank You..Love You é mais um filme tailandês bem produzido, acertaram nas doses de comédia e romance. Foi super divertido, adorei, ri muito, gostei da história e amei a atuação da Pongthananikorn Preechaya como Pleng, alias adoro ela, super simpática.
Não tem prós nem contras, é só mais um longa para ser assistido e ponto final!
Quote
Like
Share

AES-senpai
Membro Top Siwon
Membro Top Siwon
Joined: 8:10 PM - Jun 04, 2016

1:42 PM - Mar 01, 2017 #7

Título: Love 911

Tipo / País: Filme - Coreia do Sul
Nota pessoal: 8.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Mi-Soo é uma médica com um espírito aventureiro. Infelizmente, seu espírito impetuoso teve o melhor em um dia de trabalho. Mi-Soo não diagnosticou corretamente uma mulher doente, depois que ela viu o marido da mulher doente, a quem ela considera ser um bandido abusivo. Por causa da falha da Mi-Soo para diagnosticar a doença da mulher, a mulher agora está hospitalizada e perto da morte. Seu marido processa hospital e Mi-Soo é aconselhada a encontrar uma testemunha de caráter.
Kang-Il é um bombeiro dedicado, que não pisca quando se trata de salvar a vida de alguém. Emocionalmente, Kang-Il ainda carrega a pesada dor sobre a morte de sua própria esposa.Fora do trabalho, Kang-Il raramente socializa com os outros. O bombeiro Kang-Il também estava no hospital quando a mulher, que foi diagnosticada pelo Mi-Soo, ficou gravemente doente.Seu chefe ordenou Kang-Il para acompanhar o marido e ter certeza que ele não faça nada precipitado. O marido eventualmente confronta Kang-Il e o assalta.
Mais tarde, Mi-Soo descobre sobre o incidente entre bombeiro Kang-Il e o marido. Ela prepara um plano para se aproxima do bombeiro, na esperança de se convocá-lo em sua defesa legal. Mal sabe ela, que não está lidando com um sujeito comum e que ela poderá ter encontrado seu verdadeiro amor.
Opinião: Love 911 é um longa que classifico como sendo acima da média, sem prós nem contras mas que é super fofo para assistir, não vi algo que realmente seja inovador, mas a história é legal e o romance é fundamental por isso tem meu voto positivo!

Título: Haeundae

Tipo / País: Filme - Coreia do Sul
Nota pessoal: 7.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Localizada no extremo sudeste da península da Coreia, a cidade de Haeundae atrai um milhão de visitantes para suas praias a cada ano. Lá mora o pescador Man-Sik com sua namorada, Yeon-hee, proprietária de um restaurante de frutos do mar. Subitamente, anúncios de atividades violentas começam a surgir dos mares do Japão, porém são ignorados pelas autoridades locais. Mas, para desespero da população, um Tsunami devastador se forma no oceano e todos devem abandonar Haeundae em apenas 10 minutos. Começa então uma luta para sobreviver a esse poderoso ataque da natureza.
Opinião: Um filme na média, mais para menos do que para mais, uma produção mediana com falhas toscas e quase sem prós.
A negatividade é um dos pontos forte, a começar, aqueles suportes de metal tipo escada nos postes de iluminação foram colocados propositalmente, eles não existem, há cenas que percebe-se nitidamente que originalmente não existiam.
Uma onda daquela magnitude não é capaz de varrer prédios daquela altura, as vidraças e portas são um amortecedor de impacto, ou seja mesmo com muita força a água não conseguiria em hipótese alguma derrubar aqueles prédios, o detalhe é que muitos outros prédios que não deveria ter sido varridos, foram varridos pelas ondas.
Aquele navio cargueiro ao enfrentar a onda aplicando as leis da física não afundaria, e sim viraria e seria arrastado.
Os efeitos especiais são um show a parte, um show de horrores, muito mal feitos, tem cenas que não é um filme e sim uma animação em CGI.
No resgate o cabo de aço rompe-se, como é possível um cabo de aço romper-se com 2 pessoas que pesam aproximadamente cerca de 180KG, aquele cabo de aço suportaria até 1.5 toneladas, detalhe gente, o cabo de aço era novo!
Final do filme, aquele tecido vermelho voa ao vento, mas como? Não ventava naquele momento, basta reparar nos tecidos do barco adjacente, estão imóveis.
Dos males ao melhor, a positividade fica na história que não é ruim mas mal executada, e também gostei da cena onde o protagonista pede a protagonista em casamento, amei, o cara mandou bem. De uma forma geral não é um filme ruim, bom para assistir quando não há outro, então bora assistir!


Título: Diary ng Panget

Tipo / País: Filme - Filipinas
Nota pessoal: 8.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Diary ng Panget (Diary of an Ugly) É sobre uma pobre e feia menina Eya (Nadine Lustre) que aceita um emprego como empregada doméstica pessoal para Cross ( James Reid) um jovem rico e bonito desejado por todas as alunas da escola. Os dois não se dão bem, mas com o tempo eles começam a ter sentimentos um pelo outro. Eya fez novas amizades em sua nova escola, Lory (Yassi Pressman) que é apaixonada por Cross e Chad (Andre Paras) que gosta de Lory, muita confusão nesse dorama Filipino que é muito divertido. Ele é baseado no best-seller de mesmo nome escrito por Denny R.
Opinião: Dizer o que da história quando a história é proveniente de um best-seller, sem duvida é um sucesso, o filme é muito bacana, tem uma historinha básica e comum, mas é aquele básico acima da média, bons atores, boas cenas, boa musica...
Ponto positivo é a escolha dos atores e atrizes, muito bem escolhidos por sinal, amei a Nadine Lustre interpretando a Eya, embora achei ela mais bonita antes da transformação no filme, afinal noventa porcento de toda beleza feminina sai com água e sabão.
Melhor beleza é aquela natural que vem de dentro, prova disto é o final, que é algo a parte e dá um tapa na cara da sociedade que julga apenas a beleza artificial.


Título: Northern Limit Line

Tipo / País: Filme - Coreia do Sul
Nota pessoal: 9.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Filme mostra os jovens soldados corajosos que lutaram por seu país:
Baseado na "Segunda Batalha de Yeonpyeong", que ocorreu em 29 de junho de 2002 entre a Coreia do Norte e Coreia do Sul, onde um barco de patrulha norte-coreano cruzou em águas sul-coreanas e lançou um ataque surpresa a um barco de patrulha sul-coreano chamado Chamsuri 357. O incidente ocorreu na véspera da final da Copa do Mundo de 2002, matando seis marinheiros a bordo do Chamsuri 357, ferindo outros 18, e destruindo o barco de patrulha.
Opinião: Coisas como estas são irrelevantes por aqui, existe um monopólio e tudo o que não diz respeito a americanos ou europeus não tem importância, o mundo é um lugar dividido ente oriente e ocidente, fatos como estes se não são contados por Hollywood são esquecidos ou ignorados.
Northern Limit Line veio para mostrar o que muitos já conheciam, coreanos também sabem fazer filmes a altura, a prova é este filme, com uma história baseada em fatos reais e uma produção excelente deixa muitos filmes hollywoodianos no chinelo.Efeitos especiais muito bons, trilha sonora boa e bem executado, quase perfeito, destaque para mais uma boa atuação de Jin Goo meu favorito e Lee Hyun Woo.
Gostei muito do fim do filme, com algo como "Os covardes sempre sobrevivem para carregar o sentimento de culpa" não foi o que aconteceu, por isso adorei!


Título: The Road Home

Tipo / País: Filmes - China
Nota pessoal: 10,0
Sinopse:
[+] Spoiler
Este drama e romance mostra o comovente e verdadeiro amor de uma jovem para com seu amado professor.
O diretor Zhang Yimou de "Nenhum a Menos" (1999) , que ganhou o prêmio máximo no Festival de Veneza de 1999, fez este retrato sensível do amor inabalável de uma jovem mulher. O filme começa no presente, filmado em um corajoso preto e branco. O empresário Luo Yusheng (Sun Honglei ) retorna à sua cidade natal, na província rural de Hebei para assistir ao funeral de seu pai. O prefeito espera que Luo convença sua mãe a permitir que o caixão siga num carro em vez de ser carregado durante todo o enterro, como reza a tradição. Sua velha mãe Zhao di ( Zhao Yuelin ) rebate ele, insistindo que prefere seguir os antigos rituais. Mais tarde, quando Luo relembra a história do namoro de seus pais o filme fica colorido e volta no tempo cerca de 40 anos . Uma linda jovem, Zhao Di (Zhang Ziyi ) fica apaixonada pelo novo professor da aldeia Luo Changyu ( Zheng Hao ) . A medida que os homens da aldeia se juntam para construir uma escola, Zhao Di ajuda as outras mulheres a preparar comida, esperando pacientemente para conhecer o seu amado professor . Assim quando o romance começa , Luo é subitamente obrigado a deixar ela pelas autoridades comunistas.
Opinião: É uma das história de amor mais agraveis e bonitas que já assisti:
Este filme ganhou o urso de Prata do prestigiado Festival de Berlim 2000 e o Prêmio do Público World Cinema no Sundance Film Festival de 2001; as vitórias foram ainda mais doce para o diretor Zhang Yimou que teve seu filme "The Road Home" rejeitada de imediato no Festival de Cannes de 1999, o que levou Zhang a retirar seu outro filme "Not One Less - Nenhum a menos" da competição. "The Road Home" é considerado um dos melhores filmes chineses de todos os tempos.
Enredo, personagens, trilha sonora, ambientação, tudo combina em uma deliciosa e harmoniosa produção chinesa. Mais que um drama, é uma história de amor de época, linda e bem contada, simplesmente mágico!
Quote
Like
Share

AES-senpai
Membro Top Siwon
Membro Top Siwon
Joined: 8:10 PM - Jun 04, 2016

1:43 PM - Mar 01, 2017 #8

Título: Flying Colors

Tipo / País: Filme - Japão
Nota pessoal: 7.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Sayaka Kudo (Kasumi Arimura) é uma estudante do ensino médio do 2º grau. Ela é uma garota que usa minissaias e tem o cabelo tingido de loiro. Mesmo que ela seja uma estudante do ensino médio, seu nível acadêmico é de uma aluna da 4ª série do ensino fundamental. Durante o verão, Sayaka frequenta uma instituição privada (Cursinho). Lá, ela conhece o Professor Yoshitaka Tsubota (Atsushi Ito). Além de sua mãe, o Professor Tsubota é o primeiro adulto a elogiá-la. Sayaka começa a mudar. O Professor Tsubota sugere que ela faça o exame de admissão para a Universidade de Keio. Ela é considerada uma das universidades mais prestigiadas e a mais antiga do Japão.
A sua dedicação começa a mudar a vida de todos a sua volta. O mundo começa a se abrir para Sayaka Kudo.
Opinião: A frase "querer é poder" enquadra-se perfeitamente em Flying Colors, que não há nada inovador mas tem uma história cotidiana comum e bem contada, apenas isso.
Próximo ao meio do filme há um barranco muito famoso nos animes, ele já serviu de palco para muitos animes, elenco e trilha sonora nada a reclamar, história básica e bem contada, fatos contados são reias, para se obter algum êxito o professor influencia muito, tem professores bons e outros ruins, outra questão é o sistema de ingresso no ensino superior, Enem e vestibular são arcaicos e que deveria ser mudado, geralmente os que mais querem e precisam não podem porquê os endinheirados e os tô nem aí toma lugar, e dos males o pior aqueles que desistem meio. Para entrar deveria ser levado em conta as notas desde o fundamental ao ensino médio, e não apenas uma prova onde o aluno quase padece de tanto estudar e no dia nem sempre está no seu melhor dia.


Título: Kiki's Delivery Service

Tipo / País: Filme - Japão
Nota pessoal: 9.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Uma jovem garota chamada Kiki (Fuka Koshiba) vive em um vilarejo onde a sua mãe(uma bruxa) é a perita em ervas medicinais. É uma tradição entre as bruxas fazerem uma viagem de um ano sozinhas quando elas completam 13 anos de idade para começarem seu treinamento para se tornarem uma bruxa de verdade. Ela sai de sua casa em sua vassoura e leva junto seu melhor amigo o gato Jiji, Kiki acaba chegando à cidade portuária de Koriko. Depois de um começo difícil, por causa de sua insegurança, Kiki faz amigos e encontra um lugar para morar. Mas ela possui somente uma habilidade como bruxa: a habilidade de voar em uma vassoura. Ela resolve então, começar um serviço de entregas "Kiki's Delivery Service" lá ela conhece Tonbo (Ryohei Hirota) um menino que sonha em voar, ele sempre vai ajudar Kiki. Mas nessa cidade muitas pessoas ainda tem medo de bruxas e ela vai sofrer muito até ser aceita por todos.
Opinião: Infantil mas fofo, até super fofo é assim que Kiki's Delivery Service é, um filme dirigido por Takashi Shimizu e baseado no romance de fantasia infantil de mesmo nome de Eiko Kadono.
Um gênero fantasia voltado para o publico infantil e pré-adolescente, que está na fase das "fantasias", e não liga muito para criticas e performance dos atores e atrizes.
Até que ele se sai bem, cumpre direitinho o que prometeu, para um conto de fadas claro, a produção foi inteligente, o ponto forte foi usarem o tempo todo um gato computadorizado, o que não ficou aquela coisa chata de real e irreal ao mesmo tempo. A computação gráfica merece elogios, hipopótamos quase real entre outros efeitos muito bons, salientando que, o filme não é uma mega produção orçamentária mas deixa muitos outros grandes filmes comendo poeira no quesito efeitos audiovisuais e computação gráfica.
Historinha e musica boa, acompanhado de bons atores, Koshiba Fuka ficou super bem no papel da Kiki, simplesmente adorei ela.
Tem erros sim, logo de cara, Kiki sai em sua vassoura com apenas um bolsa e logo depois aparece um mega saco verde em suas costas, será que parou para fazer compras? Não sei...
Nas cenas do tufão, fizeram vento com um ventilador gigante, ao observarmos ao fundo, nenhuma árvore move-se, não há vento, todos os ventos foram artificiais, culpem a edição que não sabem editar para esconder o óbvio.
Aquele papo da cauda de uma certa forma tem fundamento científico, para explicar levaria tempo, então esqueçam...
De uma forma geral a fantasia supera os problemas e trás só a fofurice, Super recomendado!


Título: ATM Er Rak Error

Tipo / País: Filme - Tailândia
Nota pessoal: 9.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Suá (Ter - Chantavit Dhnasevi) e Jib (Ice - Preechaya Pongthananikorn) são como qualquer outro casal neste mundo, exceto por uma exceção: nos últimos 5 anos, eles mantiveram a relação em segredo desde que o banco em que trabalham tem uma rígida politica de "Não Confraternização". Não é um grande negócio, até que eles decidem se casar. O único problema? Qual desses dois vai colocar o casamento antes da carreira e renunciar? Os dois vão trabalhar no caso quando uma falha ATM na província de Chonburi desconta ao longo de 130 mil dólares baht. Os termos são simples: quem for capaz de recuperar o dinheiro em primeiro lugar fica com o seu trabalho. O casal vai se transformar em concorrentes sem tabus. Quem vai, literalmente, "ir grande" em sua carreira ou "ir para casa", nesta comédia romântica sobre o que duas pessoas não vai fazer por si em nome do amor? É a velha batalha de idade de ambos os sexos, mas, desta vez, como pode ser facilmente declarado vitória em uma guerra onde não existem "regras de engajamento" mais tradicionais.
Opinião: Não há como não rolar de rir com este longa Tailandês. Muito divertido de assistir com um final bem romântico, desta vez os tailandeses conseguiram criar algo a altura, tanto que há uma sequencia produzida em 2013. A historia pode ser meio sem sentido, uma produção meio boba, mas a comédia é boa e saudável, ganha de muitos outros filmes de comédia que tem por ai. Por isso tem meu voto positivo!

Título: Girl In The Sunny Place

Tipo / País: Filme - Japão
Nota pessoal: 9.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Kosuke Okuda (Jun Matsumoto) e Mao Watarai (Juri Ueno) foram colegas de ensino médio e o primeiro amor um do outro. No entanto, a relação terminou quando Kosuke foi transferido para outra escola. Desde então, eles nunca mais entraram em contato novamente.
10 anos se passaram, Kosuke começou a trabalhar como vendedor em uma empresa de publicidade, "Railway". Em reunião da empresa, ele reencontra Mao. Eles se apaixonam novamente e decidem se casar logo em seguida.
Kosuke e Mao começaram uma vida muito feliz de casados. Tudo parecia estar perfeitamente bem entre eles. Até o "incidente" acontecer... Depois do "incidente", Mao simplesmente desaparece. Algo está errado, todas as memórias sobre Mao começam a serem esquecidas lentamente.
Opinião: Fofo e triste, nunca fui de gostar do tipo fantasia, mas não abro mão de assistir a um. Girl In The Sunny Place surpreendeu-me, achei a historinha super fofa, triste, mas fofa, a historia é uma adaptação do novel "Hidamari no Kanojo" escrito por Osamu Koshigaya.
Não poderiam ter escolhido atriz melhor para o papel principal se não a Juri Ueno ela ficou fantástica interpretando a Mao Watarai.
Legal, gostei passa uma mensagem bacana, por isso vale apena assistir.


Título: Train To Busan

Tipo / País: Filme - Coreia do Sul
Nota pessoal: 9.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Train to Busan pode ser visto como uma sequência de "Seoul Station", realizados pelo diretor Yeun Sang-Ho (Sang-ho Yeon). Seoul Station é sobre um vírus desconhecido que se espalha através da estação de trem mais lotada da Coreia do Sul, em Seul. Train to Busan, em seguida, conta a história das pessoas que escapam da Estação de Seul em direção a Busan no trem KTX de alta velocidade.
O tão aguardado longa, que vem recebendo boas notas e criticas, o que posso dizer é que coreano além saber fazer drama sabe fazer filmes, nada dos enlatados e clichês filmes Hollywoodianos, que tem mais papo e menos ação, filme coreano é bom que não enrola, se o filme é de ação, a ação ocorre do começo ao fim, se o filme é sobre amor, o amor ocorre do começo ao fim...
Voltando para o filme Seoul Statio e Train To Busan são história distintas com personagens distintos, a sinopse refere-se como sequencia o ponto de vista do cenário em questão, ou seja, o fato dos dois serem ambientados na mesma catástrofe.
Opinião: Eu particularmente gostei do filme, foi legal, embora tenham que aprender a criar efeitos especiais melhores, que disfarçam melhor, pois dependendo da cena percebe-se que é computação gráfica, sei que coreano sabe fazer melhor porque eu já vi em outros filmes e dramas.
Questão historia, achei mais legal que muito filme de zumbi que tem por aí, Train to Busan não é só mais um filme de zumbi sem sentido, ele passa mensagens legais é um filme legal.
O elenco é bom mas não gostei da atuação "sem sal" da Jin-Hee (Ahn So-Hee) ela com certeza faz melhor, o destaque fica por conta da interpretação Soo-An (Kim Soo-Ahn) a garotinha soube atuar e interpretar corretamente, essa menina tem futuro.
Quote
Like
Share

AES-senpai
Membro Top Siwon
Membro Top Siwon
Joined: 8:10 PM - Jun 04, 2016

1:43 PM - Mar 01, 2017 #9

Título: How to Become Myself

Tipo / País: Filme - Japão
Nota pessoal: 6.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Um olhar sensível e equilibrado nas angústias adolescentes, onde família, escola, bullying, autoestima e busca pela identidade são abordadas de forma visceral pelas adolescentes Juri, a menina descolada, enturmada e que parece ter a fórmula para uma vida feliz e Kanako, a aluna exemplar, popular e membro do conselho escolar que perde seu status, sua confiança e passa a ser assediada pela sua turma. Mas isto é só o pano de fundo para a narrativa abordar questões como moral, valores familiares e formação pessoal.
Podemos a partir dos mais próximos moldar nossa personalidade? Ou somos o resultado das cobranças, frustrações e dos vários papéis que nos são atribuídos? Ainda cabe em nossas vidas a frase Felizes para sempre?.
Opinião: Aquela mesma historia, se conselho fosse bom não seria de graça, ser ou não ser influenciável na formação do seu caráter é questão de escolha.
Lá atrás no passado acadêmico eu era desse time dos invisíveis, chegou uma hora que nem eu mais me aguentava e explodi no misto de sentimentos e fúria, depois daquilo virei autentico, hoje nada mais influencia-me e não dou a mínima para o que a sociedade pensa ou fala sobre mim.
Em How to Become Myself era para ser retratado esses aspectos mas o resultado é um drama confuso, difícil para entender a principio, já na parte de elenco e atuação nada a dizer a critica fica por conta mesmo dos "cenários falsos" em determinadas cenas é possível ver objetos que não fazem parte do cenário original ou seja foram colocados ali de forma simétrica. Também observei pequenos erros de tomadas e retomadas de cenas.


Título: Les filles du botaniste

Tipo / País: Filme - Japão
Nota pessoal: 9.5
Sinopse:
[+] Spoiler
China, década de 1980. Min, uma jovem órfã, viaja para estudar com um botanista de renome. Misterioso e autoritário, esse homem vive em uma ilha, transformada por ele em um enorme jardim. Ele vive com sua filha, An, que é obrigada a partilhar a existência solitária e distante do pai. Quando Min chega ao local, An a recebe com alegria e esperança. Rapidamente, as duas ficam inseparáveis e vêem sua relação evoluir para uma atração perturbadora, sensual e proibida. Incapazes de se separar, An e Min armam um plano perigoso para continuar habitando o mesmo teto.
Opinião: Wow, um C-Drama quase perfeito, Les filles du botaniste tem uma historia genial e bem produzida, é óbvio que seria, afinal é uma obra de um diretor chinês que naturalizou-se francês (Dai Sijie). O longa é bom para fazer comparações com os C-Dramas, hoje eles estão atrás dos K-Dramas e J-Dramas o motivo não é por falta de direção e sim pelos problemas orçamentários e sociais, a China é um pais extremamente conservador, por isso é que não vemos bons dramas saindo por lá com tanta frequência, a falta de liberdade e incentivos fiscais para produzir e absorver coisas novas, pode afetar significativamente em um historia.

Título: Guard Center 24

Tipo / País: Especial - Japão
Nota pessoal: 7.5
Sinopse:
[+] Spoiler
O Centro de Segurança estabelece o cenário para este drama estrelado por Mamoru Shinomiya, uma funcionária do centro de emergência recém-contratada. Junto com seus colegas brilhantes, todos com personalidades coloridas, abordando uma emergência após a outra com grande eficiência e segurança para garantir a segurança de seus clientes e do público da cidade de Tokyo.
Tropeços e mancadas ficam por conta de Mamoru um rapaz neófito que ao tentar resolver seus casos sempre acaba por não seguir as normas e protocolos. De alguma forma, parece que os dois encontrar-se envolvido em um incidentes. Influenciados por seus colegas e o "espírito de guarda de segurança" trabalhando duro, incansavelmente e começa a crescer e evoluir.
Opinião: Uma especial mediana, excelente para assistir naquela pausa entre um drama e outro, sem prós nem contras, historinha bacana e bom elenco.

Título: Deco-Truck Gal Nami IV

Tipo / País: Filme - Japão
Nota pessoal: 7.5
Sinopse:
[+] Spoiler
Nami (Akiho Yoshizawa) como sempre estava em seu habitual caminhão-deco, de repente uma colegial chamada Kanna aparece. Ela diz a Nami que ela é sua irmã desaparecida desde que ela tinha 5 anos de idade, já Nami fica confusa pois sua mãe a abandonou e mandou ela sair de casa quando ela tinha 5 anos de idade. Nami não consegue se lembrar muito sobre sua mãe, devido as traumáticas brigas entre seus pais, porém a única coisa que a Nanako se lembra de sua mãe é que ela é uma locutora de um programa de rádio favorito de Nami! ela pode perdoar a mãe por tê-la abandonada!? O que será de o romance em curso com Kikuo!resistível!?
Opinião: Fui atraído e tentado a assistir apenas por causa dos Deco-Trucks, eu gosto, Deco-Truck são caminhões customizados muito popular no Japão, o equivalente ao tuning de carros aqui no ocidente. Tinha até um jogo para Playstation que amava jogar, são quatro filmes que não são sequencias, podem ser assistidos aleatoriamente.
A historia não deixa de ser básica e comum, mas interessante, é um longa em formato de novela, algo voltado para o publico adulto pois tem cenas "picantes", tem erros, um deles é que dá para ver o cameramen posicionado sob a ponte, nas cenas de sexo há muito gritaria, acabando com o clima virando literalmente filme adulto, pega mal, afinal é um drama e não um filme adulto.
No geral achei razoavelmente bom, então por que não assistir, são apenas 4 filmes.

Título: Female Prisoner Sigma

Tipo / País: Filme - Japão
Nota pessoal: 6.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Os fatos ocorrem em uma penitenciária de segurança máxima para mulheres. As prisioneiras eram torturadas, espancadas, estupradas, mas para elas isto não é o pior. Não há nada pior para as mulheres oprimidas do que estar em um confinamento solitário especial em uma noite de lua cheia. Nessas noites, as prisioneiras são colocadas "sozinhas" e coisas terríveis ocorrem, uma força misteriosas obriga-as a bater a cabeça contra as paredes e morder suas próprias línguas. Poucas são deixadas vivas.
Em busca de resposta pela morte da irmã mais nova na prisão Ryu Kanzaki, condenada por matar um homem que estuprou sua irmã Manami na tentativa de se vingar do infrator, ele pede para ir na mesma prisão onde sua irmã Manami morreu misteriosamente.
Opinião: Tem vezes que japonês acerta outra vezes não, filmes e dramas são lançados quase que diariamente, agora bons são poucos.
Female Prisoner Sigma entra na categoria dos ruins, mal produzidos e história tosca, o popular filme trash que conhecemos no ocidente, filme ruim, muito mal produzido, efeitos de computação gráfica decadentes e erros de cenários esdrúxulos, a cela de tortura é mais tosca, percebe-se que os alto falantes não tem fios e as paredes são visivelmente feitas de mdf e isopor. (fala sério).
O auge do fracasso fica por conta da verruga incandescente e uma agulha seinbon que mata quando cuspida pela boca a incrível velocidade de Mach 1!
Na verdade nem tudo é trash neste filme, os atores e trilha sonora até que salva um pouquinho, a Shōko Hamada fez bem o papel bem como o elenco como um todo.
Quote
Like
Share

AES-senpai
Membro Top Siwon
Membro Top Siwon
Joined: 8:10 PM - Jun 04, 2016

1:44 PM - Mar 01, 2017 #10

Título: Ichi Rittoru no Namida / Ichi Rittoru no Namida Tokubetsu Hen: Tsuioku / Ichi Rittoru no Namida

Tipo / País: Drama / Especial / Filme - Japão
Nota pessoal: 10.0
Sinopse:
[+] Spoiler
1 Litre of Tears (2005): “O fato de eu estar viva é uma coisa tão encantadora e maravilhosa que me faz querer viver mais e mais”.
Aya é uma menina de 15 anos, filha de uma família simples. O pai possui uma loja de tofu, a mãe, Shioka, é higienista e os três irmãos, Ako, Hiroki e Rika. Entretanto, a vida de Aya vai, aos poucos, mudando, ao perceber que tem levado tombos frequentemente e anda de um modo estranho. A mãe, Shioka, pede para que Aya vá ao médico para ser examinada.
O médico informa que Aya tem degeneração espinocerebelar - uma doença que deteriora o cerebelo gradualmente até o ponto que o doente não possa andar, falar, escrever, ou comer. A doença não afeta a mente nem a memória.
A partir daí começa uma luta desesperada de sua família e amigos à procura de uma chance de cura para Aya.
1 Litre of Tears Special (2007): O especial gira em torno de uma paciente de Haruto, Mizuki, que tem a mesma doença de Aya e por isso desistiu de viver.
Haruto se abre pela primeira vez após 6 meses da morte de Aya contando sua história.
1 Litre of Tears (2005): Baseado em uma história real, conta como uma adolescente normal reage ao receber o cruel diagnóstico de degeneração espinocerebelar, e como ela decide viver a vida a partir daí.
Opinião: Vamos começar a entender, 1 Litre of Tears (2005) Está versão é a versão original adaptada ao diário de Aya Kito, posteriormente foi lançado uma nova versão, a versão dorama com 11 episódios intitulado de "Ichi Rittoru no Namida (2005)" e por fim a especial.
Baseado no livro de mesmo nome, de Aya Kito.
história foi baseada em uma história real de uma menina de 15 anos chamada Aya Kito (19 de Julho de 1962 – 23 de Maio de 1988) que descobriu ter uma doença incurável. Ela lutou contra essa doença até seus 25 anos e registrava o que sentia e toda a sua luta diária em um diário.
Ela continuou a escrever até que não conseguisse mais segurar a caneta devido à sua doença degenerativa. O diário, intitulado como Ichi Rittoru no Namida, foi publicado logo após sua morte. Como o livro foi fielmente baseado em seu diário, muitos chamam o livro e a minissérie de Diário das Lágrimas.
O seu desejo em viver era tão grande que as suas últimas palavras em seu diário foram: “O fato de eu estar viva é uma coisa tão encantadora e maravilhosa que me faz querer viver mais e mais”. O livro 1 Litro de Lágrimas se tornou um verdadeiro Best Seller no Japão, ao vender quase 2 milhões de cópias. Realmente é uma história que vale a pena conhecer pois nos passa uma lição de vida incrível.
Realmente é uma história que vale a pena conhecer pois nos passa uma lição de vida incrível.

Título: Life

Tipo / País: Drama - Japão
Nota pessoal: 10.0
Sinopse:
[+] Spoiler
"Um ser humano que é encurralado não tem escolha exceto ser forte. Não serei derrotada."
Shiiba Ayumu não é uma estudante brilhante, mas ela decide se esforçar para entrar no colégio dos sonhos da sua melhor amiga, a CDF Shinozuka, e assim continuarem estudando juntas, mesmo que nem mesmo sua mãe acredite que ela consiga. O inesperado acontece quando Ayumu consegue tirar uma nota mais alta que sua amiga e é aprovada para o Colégio Nishidate e Shinozuka não. Furiosa, Shinozuka grita com sua amiga e desmancha a amizade delas dizendo que ela gostaria que Ayumu não existisse.
Extremamente magoada, Ayumu segue sozinha para o colégio, onde decide ficar isolada para não magoar novamente alguém. É Manami, uma colega de classe, quem se aproxima dela. Mas nem tudo é um mar-de-rosas e Ayumu logo percebe que sua nova amiga não é um verdadeiro anjo, e que muitos escondem sua verdadeira face por trás de um sorriso.
Opinião: Bullying é um termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos causando dor e angústia, sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder.
Embora seja um tema comum o destaque vai para a forma com que Life o aborda, ao decorrer do episódios percebe-se os diferentes níveis de bullying numa perspectiva gradual, de um simples olhar para atos mais violentos. Por isto que Life entra na lista dos recomendados.


Título: Miracle in Cell No.7

Tipo / País: Filme - Japão
Nota pessoal: 10.0
Sinopse:
[+] Spoiler
Um pai (Ryoo Seung-Ryong), que é deficiente mental (no qual a sua inteligência e comparável a uma criança de seis anos, idade da sua filha Ye-sung), mas que ama bastante a sua filha, é injustamente acusado de um crime e enviado para a prisão. Os dois vivem alegremente na sua casa. Enquanto que o homem, Yong-gu (Ryu Seung-ryong) ganha à vida trabalhando num supermercado local a sua filha estuda. Porém, numa corrida brincando entre Yong-gu e a jovem filha do comissário de polícia, ocorre um acidente e a criança é encontrada morta por Yong-gu. Este, ao tentar reanimá-la, é visto e falsamente acusado e condenado à morte por sequestro, agressão sexual e assassinato de um menor. Ye-sung é enviado para uma instituição de acolhimento de crianças e Yong-gu fica preso e atribuído à cela No.7, um compartimento mais vigiado da prisão de segurança máxima. Inicialmente, os outros presos que compartilhavam a cela, acreditados do crime que Yong-gu havia sido acusado, agiram agressivamente contra o homem deficiente. No entanto, ao longo do tempo foram-se apercebendo que algo de errado se passava com ele. Não compreendendo a sua própria situação dramática, Yong-gu só se preocupa com a sua filha distante. Um dia, ele salva o seu companheiro de cela - uma figura influente na prisão - de um ataque de seu rival. Em troca por ter salvado sua vida, é concedido a Yong-gu um desejo: ver a sua filha Ye-sung novamente. Os prisioneiros, depois de ponderar sobre o tema, realizaram uma operação ousada e, milagrosamente, conseguiram integrar Ye-sung na cela No.7 durante um evento religioso. Enquanto o pai e a filha se alegram juntos, os outros membros da cela preocupam-se com a missão quase impossível tirá-la fora da cadeia. Após dias escondida, Ye-sung é encontrada pelos guardas prisionais e enviada de volta para a instituição, mas durante o tempo dos prisioneiros, bem como os agentes penitenciários perceberam que Yong-gu foi falsamente acusado, e todos eles se unem, ajudando-o para o seu julgamento final.
Opinião: Miracle in Cell No.7 entra na lista por relatar o que a sociedade chama de estereótipo social, o drama aborda bem o tema, mostrando como a justiça pode ser falha e que ser humano nenhum tem o direito de julgar outro ser humano, drama mais que recomendado!
Quote
Like
Share