Concelho vai ter serviço público de transporte de passageiros

Noticias, informações úteis, dúvidas, discussões, sondagens, tudo sobre os transportes rodoviários é aqui!

Concelho vai ter serviço público de transporte de passageiros

Fábio Pires
Administrador
Registado: 05 fev 2008, 21:14

29 jul 2017, 11:42 #1

O concelho de Anadia vai ter um serviço público de transporte de passageiros e, “se tudo correr bem, iniciará já no próximo mês de setembro”, refere Teresa Cardoso, presidente da autarquia, após a reunião pública do executivo, onde foi aprovada, por unanimidade, a medida “Anadia SIM (Serviço Integrado de Mobilidade)”.

“Há paragens definidas, mas depois há a flexibilidade em ir buscar pessoas a outras localidades, mediante agendamento através de um contacto telefónico que será disponibilizado na altura”, declarou a autarca Teresa Cardoso, citada pelo Bairrada Informação. “Foi feita uma avaliação do projeto onde se percebeu a necessidade das populações que estão mais longe da sede do município. Há pessoas, com uma certa idade, que estão sozinhas e precisam de resolver os seus problemas, por exemplo, na Loja do Cidadão ou deslocarem-se ao Centro de Saúde”.

A autarquia vai dispor aos munícipes dois percursos. Um que liga as freguesias vizinhas à cidade de Anadia, e vice versa, com diferentes rotas de segunda a sexta-feira e outro que irá percorrer, todos os dias da semana, cinco circuitos iguais, abrangendo os pontos centrais da cidade de Anadia como também as estações de comboio de Curia e Mogofores. O custo será de cinquenta cêntimos ou um euro, respetivamente.
O investimento da autarquia neste serviço é de 74 mil euros e será operado pela Transdev, que assegura o serviço de transporte de passageiros, a comunicação e imagem do autocarro, bem como a respectiva divulgação e sinalética. “O contrato é de um ano, altura em que se fará uma avaliação, tendo a Câmara como receitas o custo dos bilhetes e parcerias de publicidades privadas, que possam surgir no próprio autocarro”, explicou a autarca, garantindo ainda que foi exigido à empresa rodoviária “uma viatura nova, com um mínimo de dezanove lugares e ajustado às necessidades”.

Transportes em Revista

Fábio Pires • Terminal Intermodal • PortalFórumFacebookGrupoTwitterFlickr

RailTracker AppRailTracker Web
Reply